UA-163577615-1
 

O que são Selos de certificação nos cosméticos? Entenda!


Encontrar várias opções de cosméticos com um perfil mais natural, deixou de ser novidade. Optar por produtos mais sustentáveis fazem com que haja um diferencial para os consumidores que escolhem por produtos com características especifícas. Os selos servem para assegurar a qualidade do produto, comprovando sua qualidade e para assegurar esta característica são utilizados aos selos e certificados. Os certificados garantem ao cliente que o produto, processo ou serviço é diferenciado dos demais. Passando assim, a segurança da garantia na escolha do produto.

Confira abaixo quais são os selos e qual a diferença entre um cosmético natural e um cosmético orgânico!


O que são selos e para que servem?


O selo é um diferencial para os consumidores que optam por produtos mais sustentáveis, servem também para assegurar a qualidade do produto, provando que foram verificados e utilizados métodos e metidas corretos para um determinado tipo de cosmético. Eles foram criados por parte de organizações afim de garantir ao consumidor que o produto realmente apresenta os atributos de sustentabilidade. Assim, quando as marcas cumprem com as especificações pré-determinadas podem legalmente adicionar os símbolos dessas corporações em seus rótulos e embalagens. Dentre essas organizações as mais importantes EcoCert a nível internacional e a IBD a nível nacional. Sendo eles:


  • ECOCERT que reconhece as empresas que se comprometem com o desenvolvimento de uma agricultura orgânica e sustentável.

  • IBD que atesta a qualidade e o cumprimento das normas para orgânicos e naturais. Produtos com ingredientes de fontes sustentáveis, naturais e confiáveis, feitos com matéria-prima orgânica e/ou natural e embalagens recicláveis, num processo transparente e confiável.



Por que ter selo no cosmético e como consegui-lo?


Os selos elevam a valorização do produto através do chamado marketing verde. Sendo este mais valorizado pelos consumidores, provando que seu produto é realmente sustentável e se segue normas de organizações reconhecidas que podem comprovar a veracidade da sua propaganda.


Para consegui-lo é relativamente simples, a maior parte das instituições mencionadas possuem sites nos quais contém as informações para a emissão destes selos, que basicamente são feitas com etapas de inscrições em formulário, envio de documentos comprovando a composição dos produtos e embalagens previamente testados em laboratório (tanto a porcentagem dos ingrediente quanto a origem dos mesmos), pagamento de taxas e emissão.



Diferença ente um cosmético orgânico e cosmético natural


Para um cosmético ser certificado como orgânico, a fórmula do produto em questão deve ter no mínimo 95% de matérias-primas certificadas como orgânicas exceto as composições de água e sal, os 5% restantes da fórmula podem ser compostos por água, matérias-primas naturais, originários de agricultura ou extrativismo não permitidos para formulações orgânicas.


Já para o cosmético ser aprovado como natural, a fórmula do produto deve ter pelo menos 5% de matérias-primas certificadas como orgânicas. Já os outros 95% restantes da fórmula podem ser fabricados por meio de matérias-primas naturais não permitidas para fórmula natural. Uma matéria-prima só será certificada como natural se for realmente 100% natural. Água e sal não serão considerados no cálculo.






Selos e Certificados mais famosos


  • Certificados de Orgânico


Para o IBD (Maior certificador de selos orgânicos da américa latina), um produto orgânico é quando tem mais de 95% de seus ingredientes como orgânicos. O produto natural, é aquele que tem abaixo de 70%. Existem normas que devem ser seguidas para a aquisição destes selos, como o respeito ao Código Florestal Brasileiro, o não uso de agrotóxicos, dentre outros. O selo da USDA é referente ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, podendo ser usado internacionalmente.


  • Selo Vegano Nacional / Internacional

A Veganismo Brasil é responsável pela permissão do uso do Certificado Vegano da Organização Veganismo Brasil , assim como o selo original da Vegan Society com devida permissão da mesma , ambos seguindo os mesmos critérios: apenas se aplicam a produtos não testados em animais e livres de ingrediente de origem animal.




  • Selos de Cruelty-Free

Esse selo indica que o produto em questão não é testado em animais, entretanto é necessária atenção redobrada, porque isto não significa que o produto é vegano. Apesar de não testar em animais os selos cruelty-free não afirmam necessariamente que a mercadoria seja livre de ingredientes de origem animal.




Você tem produtos sustentáveis ou se interessa em desenvolver seu próprio cosmético? Nós da PROJEQ podemos te ajudar! Entre em contato conosco e solicite já um diagnóstico para o seu negócio.

Posts recentes

Ver tudo