UA-163577615-1
 

Setor Alimentício: Por Que o Meu Empreendimento Não Cresce?

Expandir e aumentar a lucratividade é o sonho de muitos empreendedores, não é mesmo? Crescer a marca, atingir um público cada vez maior, fidelizar clientes e poder, de fato, ver que o negócio vai bem. Mas como é possível identificar os pontos em que o estabelecimento precisa melhorar até chegar ao tão idealizado sucesso da marca? Existe uma série de fatores que influenciam no destaque e instigam o crescimento da popularidade, indo desde a experiência do cliente no atendimento até a qualidade do produto entregue.


São três os pilares que primordialmente chamam a atenção de um consumidor: valor, qualidade e diferencial. Claramente, valores mais baixos atraem o cliente, principalmente na fase atual do país (Com 67% dos reajustes salariais abaixo da inflação, poder de compra do brasileiro despenca - InfoMoney), mas como é possível propor bons “descontos” tornando o produto mais competitivo no mercado e ainda assim garantir lucros satisfatórios? Tudo isso vai de acordo com estudos de viabilidade e mapeamento, com o intuito de padronizar e determinar a maneira certa e profissional de otimizar gastos de produção, sem afetar o produto final e assegurando uma boa rentabilidade.



Já no que diz respeito à qualidade de um produto, vai desde o estoque até a casa do cliente. Há uma série de normas estabelecidas pela Anvisa que determinam rigorosamente o que é conforme e inconforme, quer seja no armazenamento dos ingredientes ou no local de produção: processos, colaboradores, ambiente, equipamentos e utensílios. Um bom alimento é aquele que imprescindivelmente apresenta qualidade e processos muito bem executados durante sua cadeia produtiva, podendo assim garantir que o consumo é seguro a quem quer que seja e em qualquer que seja o momento da produção.