UA-163577615-1

SEGURANÇA QUÍMICA OU SEGURANDO A PONTAS?


Ao longo dos anos observou-se um aumento exponencial na inserção de produtos químicos em vários setores do mercado. A utilização dessas substâncias trouxe inúmeros benefícios para a sociedade, tais como a produção em larga escala em indústrias e na agricultura.

Porém, com esses benefícios surgiram alguns desafios a serem enfrentados, como a preocupação com a segurança química. Por esta razão para manter um maior controle e uma gestão adequada se faz necessário a criação de órgãos para a fiscalização do uso, as ações cabíveis do governo vem sendo tomadas a partir do CONASQ (Conselho Nacional de Segurança Química),do PRONASQ (Programa Nacional de Segurança Química) e para que haja um abrangência completa das áreas afetadas, houve a criação dos GT’s (Grupo de Trabalho), responsáveis por efetuarem um estudo mais completo e aplicabilidade, até 2020.

Mas por que é tão necessário ter uma gestão segura e uma segurança química no negócio? O risco em trabalhar com substâncias químicas estar presentes durante todo o ciclo de vida do produto, desde armazenamento até a eliminação dos resíduos. Gerir de forma consciente leva a prevenção de acidentes envolvendo tais materiais, protegendo não só os colaboradores que mantem um contato direto, como a sociedade e o meio ambiente no geral. Ao serem descartadas ou liberadas de forma imprópria essas substancias podem contaminar a água, ar, terra, além do próprio ser humano. Os danos provocados pelas substâncias químicas podem ocorrer, por exemplo, após uma exposição curta ou pela acumulação destes no corpo. Assim, tanto indivíduos, como comunidades estão expostos aos riscos da ação dos produtos químicos, a partir da poluição do meio ambiente. A ausência de catalogação de produtos químicos ou até mesmo sua locação incorreta nos setores das indústrias, podem oferecer danos à saúde dos funcionários responsáveis pelo seu manejo.

Dados publicados em 2005 pela Organização Mundial do Trabalho (OIT) informam que acidentes envolvendo substâncias perigosas matam cerca de 480 mil trabalhadores por ano.

Por essas e outras razões, fazer o uso de uma boa administração dos produtos químicos consiste na prevenção de tais acidentes, sendo na realidade uma estratégia e investimento para o negócio, alinhando assim aos interesses da empresa, prevenindo acidentes como áreas contaminadas, intoxicações e prejuízos envolvendo multas. Baseando-se nesses fatos os pontos a seguir contribuem como ferramentas para um melhor gerenciamento fazendo uso de:

1. FISPQ

A FISPQ (Ficha de informações de segurança de produtos químicos) é um documento de segurança química, normalizado pela ABNT-NBR 14725. Ela fornece informações sobre vários aspectos dos produtos químicos (substâncias ou misturas) quanto à segurança, à saúde e ao meio ambiente; transmitindo desta maneira, conhecimentos sobre produtos químicos, recomendações sobre medidas de proteção e ações em situação de emergência.

2. ARMAZENAMENTO E SINALIZAÇÃO CORRETA DOS PRODUTOS QUÍMICOS

É muito comum na escala industrial os responsáveis pelo manuseio das substâncias químicas acabarem que por armazena-los de maneira incorreta, podendo comprometer sua saúde e dos demais responsáveis. A rotulagem do produto químico perigoso é um dos meios utilizados pelo fornecedor para transferir ao público-alvo as informações essenciais (incluindo o transporte, o manuseio, a armazenagem e as ações de emergência) sobre os seus perigos.

A Portaria nº 229 de 24/11/2011, do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), atualizou a NR 26 (Sinalização de Segurança); e esta por sua vez, instituiu seguinte:

“26.2.2 A rotulagem preventiva do produto químico classificado como perigoso a segurança e saúde dos trabalhadores deve utilizar procedimentos definidos pelo Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS), da Organização das Nações Unidas”.

3. IMPLEMENTAÇÃO DO MÉTODO E TREINAMENTO

Para que bons resultados sejam alcançados, é necessário que os profissionais responsáveis pelas etapas de manejo dos produtos químicos recebam treinamento e capacitação com relação ao gerenciamento das substâncias em questão.

Quesitos a serem treinados:

· Riscos Químicos;

· Sinalização;

· Armazenamento;

· Descarte;

Assim sendo, a implementação do método de Gerenciamento de Produtos Químicos permite melhorias na gestão em geral e também surge como ferramenta eficiente no controle de gastos na atividade industrial, já que a manipulação correta e o controle dos produtos químicos na indústria, não só garantem a eficiência da higienização dos equipamentos, como também, contribuem para a redução dos custos, aumentando dessa forma a rentabilidade.

Ficou interessado? A PROJEQ é uma empresa júnior de engenharia química e química industrial, que trabalha oferecendo serviços direcionados a gestão de processos e desenvolvimento de produtos, dessa forma pode te auxiliar na implementação dos processos listados acima. Não deixe sua empresa por um fio, pense antes e se planeje! Não perca tempo e entre em contato conosco.

Agende já uma reunião!

CONTATO

  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco

UFPB Campus I, Castelo Branco, João Pessoa-PB, +55 83 8206-1669- contato@ejprojeq.com

CNPJ: 23793980000122