UA-163577615-1

MUDANÇAS NA INDÚSTRIA DE REFRIGERANTES


O refrigerante é responsável pela maior fatia do mercado brasileiro de bebidas não alcoólicas.

Não é de hoje que médicos alertam que o alto consumo de refrigerante causa sérios problemas a saúde e com a facilidade de obter informações com as redes sociais, atualmente o público está bem mais informado e se preocupando mais com esses problemas, a prova disso é a queda de 50% no consumo de refrigerantes no Brasil durante o ano de 2018.

A informação é do Ministério da Saúde, que divulgou na Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), outro dado que reforça que o brasileiro está mais preocupado com a sua alimentação é o levantamento produzido pelo instituto Datafolha para a Associação das Empresas e Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert), segundo os dados , o consumo de sucos naturais cresceu em 65% no ano de 2017. O Fato é que, as empresas devem se adaptar ao novo conceito de alimentação do brasileiro. O consumidor está mais bem informado do que nunca e o crescimento de ofertas de bebidas mais saudáveis que os atuais refrigerantes do mercado só tende a crescer.

Para reverter esses resultados o mercado de bebidas não alcoólicas brasileiro necessita urgentemente de inovação em produtos, renovação que vai de novas formulas de produtos já existentes na linha de produção da empresa, com foco em deixar claro para o cliente que seu produto é saudável, a lançamentos de novos produtos para conquistar o público preocupado com a saúde.

Entre 1990 e 2014, cerca de 670 empresas do setor foram fechadas, segundo dados da Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil, passamos de 800 para 180 empresas em atividade, o que faz com que o cenário seja muito complicado no futuro. Uma das empresas centenária do ramo dos refrigerantes a Dore fechou a sua primeira unidade aberta na Paraíba ficando apenas com a fabricação na fabrica no Rio grande do norte e mesmo assim tendo que recorrer à produção de outras franquias como a Grapette e mais recentemente a produção de produtos da Mormaii como barra de cereais, água mineral e energético.

Já a gigante do mercado, Coca-Cola, com um novo sabor que tem tudo a ver com publico brasileiro apaixonado por café, lança o Café Expresso Plus da Coca-Cola, que é uma tentativa tanto de reconquistar o publico perdido como também é uma chance de expansão de publico alvo.


Mas nem tudo está perdido, de acordo com um estudo feito pelo Ministério da Saúde em parceria com a UFRJ, o refrigerante ainda é o sexto alimento mais consumido entre os adolescentes brasileiros e com o aumento da alimentação fora de casa em função de urbanização, poder aquisitivo e da distancia entre a casa e o trabalho as empresas devem focar suas linhas para expandir e fidelizar esses possíveis clientes.

Então, quer trazer inovações para a sua empresa/industria? Não sabe por onde começar? Aproveita e embarque nessa com a gente!

Vem tirar suas dúvidas em relação ao teu estabelecimento e veja como a PROJEQ pode te ajudar nisso! Clique na imagem abaixo, faça um diagnóstico e entre agora em contato conosco!



CONTATO

  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco

UFPB Campus I, Castelo Branco, João Pessoa-PB, +55 83 8206-1669- contato@ejprojeq.com

CNPJ: 23793980000122