UA-163577615-1
 

Como o desenvolvimento de novas fórmulas alimentícias pode ajudar o setor de restaurantes




Em 2021, ao chegarem ao mercado os brasileiros se depararam com uma triste realidade, as altas nos preços dos alimentos. Segundo dados oficiais de inflação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o preço dos alimentos nos supermercados subiu cerca de 16% de janeiro a novembro. Só o arroz subiu 70%. O feijão preto subiu 40%. Leite, frutas, legumes, carne, frango e ovos, produtos comuns à mesa da maioria dos brasileiros, também tiveram destinos parecidos. Todos tiveram aumentos maiores do que 10% no ano.


Esses são dados preocupantes para os empresários dos setores de bares e restaurantes que já veem sofrendo com os efeitos da pandemia de Covid-19 no Brasil, estando en