UA-163577615-1
top of page

A necessidade do gerenciamento de resíduos no setor alimentício

Um dos grandes vilões da atualidade são os resíduos alimentícios. A magnitude e complexidade do problema desses resíduos são prioridades de discussões na agenda mundial. Tendo em vista que, de acordo com dados fornecidos pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), 1.3 bilhão de toneladas de alimentos são desperdiçadas ou perdidas anualmente entre a cadeia de produção.


O Brasil está entre os dez países que mais desperdiçam alimentos, da área de produção até a mesa. Esse problema se agrava quando pensamos na disparidade, enquanto há o desperdício, temos que cerca de 32 milhões de brasileiros passam fome, mais 65 milhões de pessoas que não ingerem a quantidade mínima diária de calorias, ou seja, se alimentam de forma precária. Assim como, nos remete às questões ambientais que possuem consequências graves causadas pelo desperdício.


Com toda a problemática já citada você pode estar se perguntando em quais desses fatos

estão relacionados à sua empresa. A resposta se dá quando pensamos que além de todo o peso ambiental e social que esse tipo de resíduo acarreta, este também carrega um gigante peso econômico, em especial para as empresas do ramo alimentício. Haja vista que grande parte do desperdício que uma empresa gera poderia ser reaproveitada. No Brasil, grande parte do desperdício de alimentos acontece durante o manuseio e logística da produção: na colheita, o desperdício é de 10%. Durante o transporte e armazenamento, a cifra é de 30%. No comércio e no varejo, a perda é de 50%, enquanto nos domicílios 10% vai para o lixo.


Grande parte do desperdício em massa de alimentos é proveniente de restaurantes, o que gera em perdas econômicas a esses estabelecimentos. Já que desperdiçar alimentos é jogar dinheiro fora. Segundo informações do World Resources Institute (WRI) Brasil, os restaurantes são responsáveis por aproximadamente seis mil toneladas de resíduos de alimentos.


A Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS foi instituída pela Lei nº 12.305 em 2010. Nela, é estabelecido o gerenciamento de resíduos sólidos no Brasil e são apresentados conceitos e práticas. Entre elas, a gestão integrada de resíduos sólidos, inclusão social de catadores, logística reversa e responsabilidade compartilhada. Nesse caso, os restaurantes, em seu papel de geradores, devem cumprir suas obrigações ambientais. Portanto, devem contribuir para a prevenção e redução de resíduos, incentivando a reutilização e reciclagem. Além de proporcionarem uma destinação ambientalmente adequada.


Ficou interessado e quer saber como implementar um sistema de gerenciamento de resíduos no seu estabelecimento e aumentar o seu lucro? Corre e marca agora uma reunião com a PROJEQ. Nós temos a solução perfeita para te fazer crescer!


Posts recentes

Ver tudo

1 opmerking


Ana Clara Moura
Ana Clara Moura
28 okt. 2021

Que artigo incrível!! Super necessário e tomar atitudes para que esse resíduos sejam tratados adequadamente é essencial

Like
bottom of page